As 14 coisas imperdíveis a fazer em Cabo Verde

Quem sou
Elia Tabuenca García
@eliatabuencagarcia

Sumário
  • 1. Ilha de Santiago
  • - 2. Praia
  • 3. Ilha do Fogo
  • - 4. o Monte Fogo
  • - 5. São Filipe
  • 6. A ilha de Brava
  • 7. Ilha da Boa Vista
  • 8. A Ilha do Sal
  • - 9. A fábrica de sal da Pedra de Lume
  • - 10. Santa Maria
  • 11. A ilha de São Vicente
  • - 12. Mindelo
  • - 13. As montanhas circundantes
  • 14. A ilha de Santo Antão
  • Como é que chego a Cabo Verde?
  • Onde ficar em Cabo Verde?

A visitar Cabo Verde? Eis uma pergunta que tem estado na sua mente desde que conseguiu o seu bilhete para a Praia: aqui estão as melhores coisas para fazer e ver em Cabo Verde!

Cabo Verde é um dos destinos turísticos mais populares dos últimos anos: um arquipélago de dez ilhas vulcânicas com um clima tropical ao largo da costa do Senegal no Oceano Atlântico, Cabo Verde é conhecido pela beleza das suas paisagens naturais e selvagens e também pela hospitalidade dos seus habitantes. Ao visitar Cabo Verde, estes pedaços de lua empoleirados no Oceano Atlântico, vão deixar uma marca indelével nas suas férias. Com uma população total de 538.535 habitantes, o arquipélago de Cabo Verde é constituído pelas ilhas de Brava, Fogo, Santiago - as mais povoadas -, Maio, Boa Vista, Sal, São Nicolau, Santa Luzia, São Vicente e Santo Antão.


Entre praias, caminhadas, visitas culturais, descoberta da cultura cabo-verdiana, você certamente se pergunta como otimizar a sua estadia para saber o que fazer em Cabo Verde de acordo com as suas datas. Para orientá-lo, nós preparamos um topo do must see and do em Cabo Verde.


Leia também :
Em que ilha ficar em Cabo Verde?
Airbnb Cabo Verde : os melhores alugueres Airbnb em Cabo Verde
Os 9 melhores pontos de mergulho em Cabo Verde
Transfer entre o aeroporto de Cabo Verde e o resto da ilha

1. Ilha de Santiago

A maior ilha de Cabo Verde, Santiago é considerada a essência do arquipélago. Lar da maioria da população, a Praia, sua capital, é prezada pela face tradicional que oferece aos visitantes. Mas Santiago é também uma natureza exuberante e eclética, que, desde praias de areia negra até altos picos, desertos e aldeias típicas, prometem uma viagem rica em cultura e aventura.

2. Praia

Acabado de desembarcar do avião em , encontra-se de imediato numa encruzilhada de culturas, entre a Europa, a África e a América Latina. Os viajantes lamentam frequentemente o baixo interesse que têm pela Praia, a capital cabo-verdiana. Mas há realmente uma coisa imperdível a fazer em Cabo Verde: o mercado da Praia. Vaguear entre as bancas de peixe, carne, frutas e legumes frescos produzidos pelos locais é explorar a cultura popular do país e mergulhar nos hábitos culinários do seu povo.

Embebede-se com os múltiplos gostos e aromas sob os sons dos comerciantes que trocam com os seus clientes, um autêntico encanto garantido! O centro da cidade da Praia é rodeado por um planalto rochoso apelidado de "Platô". De ambos os lados deste Platô estão as duas praias da cidade, Praia Mar e Quebra Canela. Desfrute de um passeio na Praia para visitar o Museu Arqueológico da Praia, e depois parta para visitar a Cidade Velha, dez quilómetros a oeste: a primeira cidade construída pelos portugueses na Idade Média.


3. Ilha do Fogo

O Fogo é a ilha que atrai os aventureiros. É a ilha que abriga o vulcão epónimo, uma beleza adormecida que desde 1995 se tornou um símbolo de epopeia para todos os entusiastas que procuram o que fazer em Cabo Verde. Fogo é também São Filipe: capital do lugar, ponto de partida para a ascensão vulcânica, é um pied-à-terre que os visitantes gostam de conhecer através de um património de uma riqueza insuspeita. Por mais surpreendente que possa parecer, o Fogo é também uma terra fértil conhecida em todo o arquipélago: café, queijo de cabra, legumes e vinhas garantem a produção mundialmente conhecida da ilha e prometem dar aos visitantes outro sabor de viagem.

4. Monte Fogo

Muito famoso, o Pico do Fogo é o único vulcão ainda activo no país, o ponto mais alto de Cabo Verde, a 2.829 metros acima do nível do mar. Como visitar Cabo Verde sem escalar o Fogo? Sobrepondo-se à caldeira de Chã das Caldeiras, o vulcão oferece um espectáculo grandioso. Está ativo há 22 a 24 milhões de anos e a última erupção data de 2014. A caminhada com 1.200 metros de diferença de altitude na escória vale realmente o desvio: paisagem lunar única no mundo ou quase!

5. São Filipe

Para além do seu vulcão, o Fogo é o lar de uma cultura e herança únicas, nascidas de um cruzamento de múltiplas tradições. Uma mistura rica que transformou a história da ilha, originalmente colonizada e escravizada para desenvolver o cultivo do algodão e especialmente a fabricação de tangas. Testemunha da história de ontem e de amanhã, São Filipe, principal cidade desta terra vulcânica, é hoje o lar de cerca de 5000 habitantes. Vestido com casas coloniais antigas, igrejas e outros lugares, é um pied-à-terre que vai agradar a qualquer tipo de viajante. Se para si, visitar Cabo Verde e Fogo o dispensa da escalada do vulcão, saiba que São Filipe tem mais do que um passeio nas suas terras. Depois de ter atravessado as ruas da cidade, descubra suas praias de areia preta e deixe-se surpreender pelo soberbo panorama oferecido pelo mirante da Aguadinha.


Uma experiência lunar que tem todo o seu significado ao pé do vulcão, nas aldeias da Portela e Bangaeira. Vítimas do vulcão e hoje sentinelas, elas trazem as marcas de uma natureza tão bela quanto poderosa.

6. A ilha de Brava

A menor ilha de Cabo Verde, a principal actividade da Brava é a caminhada, que é agradável se não lhe apetecer caminhar os 2.829 metros do Pico do Fogo. Recomendamos Fontanha de Vinagre, Faja De Agua (especialmente para as piscinas naturais, perfeitas para nadar) e o farol de Jalunga. No norte da ilha, os ilhéus de Rei e Luiz Carneiro permitem ver muitas colônias de aves e o ponto mais alto da Brava, o pico de Fontainhas, promete uma vista de tirar o fôlego para o oceano. Finalmente, para descobrir a vida local, o seu património e as suas especialidades, faça uma escala em Nova Sintra: capital da ilha, é apreciada pelo seu acolhimento e pelas suas noites animadas.

É bom saber: No entanto, a Brava continua a ser a ilha menos acessível do arquipélago (apenas acessível por barco a partir do Fogo): se você vai visitar Cabo Verde desejando estar longe do turismo e fora dos circuitos turísticos, então você está no lugar certo.

7. Ilha da Boa Vista

A Boa Vista é conhecida como a "Ilha das Dunas" e é conhecida pelas suas inúmeras tartarugas, sendo também famosa pelas suas praias até onde a vista alcança. A ilha mais oriental e deserta do arquipélago oferece aos seus visitantes uma singular mistura de planície, oásis, praia e deserto. Na Boa Vista, várias actividades são inevitavelmente a realizar: a estrada das dunas, a aldeia de Rabil, snorkeling para admirar as tartarugas e os peixes, o observatório das baleias, uma viagem num catamarã. Você também pode fazer um curso de surf, um curso de Stand Up Paddle, um curso de windsurf, ou um curso de kitesurf na Boa Vista!

8. A Ilha do Sal

O Sal é uma visita obrigatória a Cabo Verde. É uma ilha desértica plana, entre paisagens e pântanos salgados. Ofereça-se para belas excursões, muitas vezes partindo de Santa Maria, no interior - relativamente abrigado do vento e da poeira - ou ao longo da costa para admirar a beleza das praias. Eis o que fazer no Sal: o porto de Palmeira, ver as construções coloridas das vielas autênticas, as piscinas naturais e o "olho azul" do Sal - num dia claro -, Pedra Lume e os pântanos salgados. Finalmente, se você gosta de surfar, a ilha do Sal vai sublimar as suas férias: a onda de Ponta Preta, que pode atingir até cinco metros de altura, é conhecida pelos melhores desportistas!

9. A fábrica de sal da Pedra de Lume

É na pequena aldeia dz Pedra de Lume que aquilo que outrora foi a riqueza da ilha se instalou. Acolhida numa cratera, rodeada por uma paisagem lunar no final de um túnel escavado no chão, a salina de Pedra de Lume oferece um cenário intemporal típico da aldeia de Perda de Lume, que também, desde os seus edifícios antigos aos seus barcos encalhados, até algo imutável. Das cores aos aromas, as salinas preservam uma beleza natural que, apesar do abandono (a actividade é agora quase inexistente), não perdeu nenhum dos seus encantos.

10. Santa Maria

Longos bancos de areia, praias paradisíacas e rimas de ociosidade com a capital da ilha. Típica e animada, Santa Maria é conhecida pelo seu caloroso acolhimento e ritmo de vida descontraído. Além disso, o seu lado acolhedor transformou-o num destino turístico: uma aldeia transformada numa cidade, Santa Maria também tem um certo contraste. Os edifícios tradicionais logo esfregaram os ombros com os complexos hoteleiros... No entanto, o encanto ainda funciona. Então, o que fazer em Cabo Verde, em Santa Maria? Bem... Passear! Opte por uma sessão preguiçosa na praia de Santa Maria, descubra o patrimônio religioso nas ruas da cidade e experimente os sabores locais em um de seus pequenos restaurantes.

11. A ilha de São Vicente

Segunda maior ilha do arquipélago, São Vicente é a terra natal da famosa cantora Cesária Évora (1941-2011), apelidada de "Diva Descalça", que viveu no Mindelo, a capital cultural da ilha. De fácil acesso, popular pelas suas trilhas, São Vicente esconde muitos tesouros e um patrimônio rico em descobertas: suas terras vulcânicas, suas pequenas aldeias empoleiradas, seu parque natural e suas soberbas praias vão cativar os viajantes, quaisquer que sejam seus planos.

12. Mindelo

Mindelo, a meca cultural da ilha, é a cidade mais animada de Cabo Verde: com 71.952 habitantes, é também conhecida como o berço da arte e da música. Diz-se que o Mindelo se abre para uma das mais belas baías do mundo. Para festejar lá, é o lugar para ir visitar Cabo Verde em música: bares, discotecas, restaurantes são mais numerosos lá do que na Praia. Se vier no início de Fevereiro, não perca o Carnaval do Mindelo, um must to do to do para visitar Cabo Verde.

13. As montanhas circundantes

O que fazer em Cabo Verde, em São Vicente, além das descobertas culturais? Vai fazer caminhadas! Rude e exuberante, a natureza dos arredores é um cenário de cartão postal. Descubra Monte Verde, o ponto mais alto da ilha e desfrute das magníficas panorâmicas. Ao passar pelas casas dos pescadores no seu caminho, vá ao encontro do rosto simbólico de São Vicente, Monte Cara: um pico vulcânico que parece um rosto mentiroso pelo qual a cantora Cesaria Évora deu o seu nome a uma das suas canções.

14. A ilha de Santo Antão

Que mais se pode fazer em Cabo Verde do que a partir da praia e fotografar paisagens lunares? Em Santo Antão, a vegetação é mais densa do que em todas as ilhas do arquipélago, especialmente no norte da ilha. É um pouco o pulmão verde de Cabo Verde: bananais, papaieiras, fábricas de rum e caminhadas vão pontuar as suas excursões em Santo Antão.

Como é que chego a Cabo Verde?

Cabo Verde tem aeroportos internacionais em várias das suas ilhas. Para chegar a Cabo Verde, a TAP Air Portugal e a Cabo Verde Airlines operam voos a partir de França com escala em Lisboa. A maioria dos aviões aterra no Sal, mas saiba que os aeroportos da Praia, Boa Vista, Santiago, Sal e São Vicente também são servidos por companhias aéreas internacionais. A partir de França, pode esperar uma média de dez voos com uma ou duas escalas, dependendo da companhia aérea.

Como Cabo Verde tem um clima muito agradável - nem muito quente nem muito frio - durante todo o ano (excepto durante uma curta estação chuvosa de Agosto a Outubro), o destino continua a ser popular. Se você deseja sair no verão, escolha seus ingressos com alguns meses de antecedência, pois os festivais e festas locais estão entre os eventos mais populares desta temporada. Antecipe a sua viagem navegando nos comparadores, como o site do nosso parceiro Skyscanner.

Uma vez lá, você pode optar por alugar um carro assim que chegar ao aeroporto ou contar com o transporte principal do arquipélago, os fretadores. Estas carrinhas funcionam como mini autocarros e beneficiam de um preço irrisório! Tenha cuidado, porém, não há horários ou itinerários pré-definidos e os ônibus só saem quando estão cheios. Para se deslocar de ilha em ilha, estão disponíveis ligações aéreas, no entanto, para chegar a Santon Antão e Fogo que não tem aeroporto, é necessário ir de ferry.

Onde ficar em Cabo Verde?

Para ficar em Cabo Verde, pode optar por dormir exclusivamente numa ilha ou deslocar-se de ilha em ilha para descobrir todos os tesouros que este país tem para oferecer. Cidades como a Praia, Mindelo ou São Filipe vão oferecer-lhe alojamento relativamente acessível, desde hotéis a casas de família e parques de campismo. Se você optar por um hotel, este comparador de hotéis lhe permitirá encontrar o que você está procurando entre a oferta acessível do arquipélago; e se você está em busca de autenticidade, então vá para o site da Airbnb que abunda em autêntico pied-à-terre.

Agora você sabe o que fazer em Cabo Verde, um destino emblemático para os amantes da natureza. E tu, quais têm sido os teus endereços mais bonitos no arquipélago?

Áudio vídeo As 14 coisas imperdíveis a fazer em Cabo Verde
Adicione um comentário do As 14 coisas imperdíveis a fazer em Cabo Verde
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.