Os 10 lugares mais bonitos para visitar na Guatemala

Quem sou
Elia Tabuenca García
@eliatabuencagarcia
Conteúdo
  • 1. Lago Atitlán
  • 2. Sêmola de Champey
  • 3. Tikal
  • 4. Antígua
  • 5. O Mercado de Chichicastenango
  • 6. Cidade da Guatemala
  • 7. Las Fuentes Georginas
  • 8. Quetzaltenango
  • 9. Monterrico
  • 10. Livingston

Visitar a Guatemala é descobrir uma multidão de tesouros escondidos. Parta para descobrir este incrível país da América Central através destes 10 dos mais belos lugares do país!

A Guatemala é um país bastante desconhecido, mas tem uma cultura única e paisagens deslumbrantemente variadas. Localizado no sul do México, este pequeno território é imensamente rico: selvas exuberantes, flora e fauna retumbantes, cidades multicoloridas, restos de algumas das cidades mais poderosas da era pré-colombiana, etc.


Tudo isto banhado numa cultura Maia que ainda está viva e vibrante. Acima de tudo, a generosidade de seus habitantes não deixará de fazer você amar este país encantador. Sem mais delongas, aqui estão os 10 lugares mais bonitos para visitar na Guatemala!

1. Lago Atitlán

O Lago Atitlán é conhecido por ser o lago mais bonito do mundo, espalhando suas águas claras em um vasto vale cercado por três vulcões. Um cenário simplesmente deslumbrante, berço do povo Maia. De fato, muitas aldeias pontilham as margens do Atitlán, lar de 3 comunidades Maias: os Kakchikels, os Tzutuhils e os Quichés.

Aqui, tudo o que tens de fazer é deixares-te levar pela doce vida do lago. As mulheres ainda usam o guilpil, um traje tradicional multicolorido, e você terá a oportunidade de vê-las tecer. Não deixe de provar a cozinha local! A comunidade Maia, empreendedora e ativa, impregna o lugar com uma aura mística que é simplesmente única no mundo.


Saltar a bordo de uma lancha (barco a motor) para chegar a estes lugares, fora da pista batida, a não perder:

  • San Antonio Palopó
  • Santa Catarina e as suas casas multicoloridas
  • São Marcos
  • Santiago Atitlán e seus cofradías
  • Piscinas de Quixayá

2. Sêmola de Champey

Semuc Champey é, sem dúvida, um dos lugares mais celestiais que você já viu. No entanto, esta pequena jóia tem de ser merecida. Para chegar ao local, você terá que dirigir por horas a fio pela selva. Mas vale a pena!

Aqui, você pode nadar em água turquesa habitada por uma multidão de pequenos peixes que virão e mordiscarão os dedos dos pés. Estas piscinas invulgares, rodeadas de vegetação exuberante, oferecem um cenário simplesmente idílico.

No local, você pode dar uma caminhada no coração da selva, que certamente está tentando, mas que não vai deixar de surpreendê-lo: borboletas gigantescas, uma fanfarra de cantos de pássaros, árvores frutíferas, ect. No final da viagem, você chegará a um mirante que oferece uma vista espetacular do desfiladeiro Semuc Champey.

Um lugar fora do tempo, completamente selvagem, que oferece, além disso, o luxo de ser pouco visitado!

3. Tikal

Tikal foi uma das cidades mais poderosas da civilização Maia. Apesar de algumas construções datarem do século IV a.C., o reino atingiu o seu auge entre 200 e 900. Foram então construídas imensas pirâmides, culminando acima da copa das árvores.


Hoje, o Parque Nacional de Tikal é um dos sítios arqueológicos mais importantes da América. Localizado no norte da Guatemala, no coração da selva Petén, abriga os restos de imponentes templos e palácios, testemunhas da grandeza e do refinamento tecnológico da cidade.

Os visitantes podem perder-se livremente neste imenso complexo e admirar as ruínas enterradas na vegetação. Todos os seus sentidos serão despertados em Tikal: o odor pungente da selva, a atmosfera úmida, o uivo dos macacos, as cores brilhantes dos tucanos, e muito mais.

Dica: traga binóculos para ver a vida selvagem!

4. Antígua

Antígua é considerada a cidade mais bonita da Guatemala. Suas ruas coloridas com arquitetura colonial são o lar de muitos monumentos que marcam a história da cidade: as ruínas da Catedral de Santiago, o Arco de Santa Catalina, a Igreja de La Merced, etc.

Antígua foi fundada no século XVI pelos espanhóis para se tornar a capital do Reino da Guatemala. No entanto, ao longo da sua história tem sido vítima de muitos terremotos devastadores, que a fizeram perder o seu status e ainda marcar as antigas pedras da cidade. Hoje em dia, muitos turistas afloram aqui e Antígua desfruta de uma atmosfera suave e pacífica.

3 gigantes azuis dominam as ruas da cidade: os vulcões de Agua, Fuego e Acatenango. Muitas vezes banhadas em névoa, elas dão à cidade sua atmosfera especial.

5. O mercado de Chichicastenango

Os habitantes locais se reúnem no mercado de Chichicastenango, ou Chichi, todas as quintas e domingos. E com boas razões: é um dos mercados mais antigos e famosos da América Central! Um imenso labirinto de barracas de todos os tipos, mergulha-o no coração da cultura Maia.


Deixe-se transportar por este turbilhão de cheiros e cores por um dia. Pare na igreja de Santo Tomás, em cujos degraus se vendem uma infinidade de flores com cheiros marcantes, e admire os magníficos trajes tradicionais das mulheres maias. Uma verdadeira imersão, que é também uma ocasião perfeita para trazer de volta belas lembranças típicas.

6. Cidade da Guatemala

A Cidade da Guatemala sofre de uma reputação muito ruim e não é por nada. A capital da Guatemala é perigosa. No entanto, o seu avião irá certamente aterrar lá e, desde que você siga algumas regras básicas de cautela, a cidade oferece alguns pontos de interesse reais.

Este pode ser o melhor lugar para aprender mais sobre a história guatemalteca. A cidade está cheia de museus, incluindo o Museu Nacional de Arqueologia e Etnologia, que abriga uma impressionante coleção de artefatos e obras de arte pré-colombiana. Numa escala mais ampla, um passeio pelo bairro histórico (zonas 1 e 2) permite admirar a arquitetura colonial e moderna da cidade e alguns belos monumentos: o Palácio de Gobernación, a Catedral, o Palácio Nacional, etc.

7. Las Fuentes Georginas

Não muito longe da cidade de Quetzaltenango, aninhada no vulcão Zunil, estão Las Fuentes Georginas, fontes termais. Os banhos que eles alimentam atraem principalmente os locais que vêm aqui para relaxar. A sua água sulfurosa tem propriedades medicinais reconhecidas em todo o país.

Ao tomar banho nas Georginas, você desfrutará de um cenário privilegiado de tirar o fôlego. As águas opalinas, banhadas por uma cachoeira, são apanhadas por uma vegetação exuberante que cobre as encostas íngremes do vulcão. Além disso, é um lugar ideal para conhecer guatemaltecos.

Gostarias de visitar las fuentes Georginas? Faça um picop da bela cidade de Zunil, que também merece uma visita.

8. Quetzaltenango

Quetzaltenango, comumente chamada Xela (pronuncia-se "chela"), é a segunda maior cidade da Guatemala. É um lugar encantador, calmo e tranquilo, onde você se sentirá seguro. O seu centro histórico é muito agradável e tem um certo cachet.

Você pode visitar um rico patrimônio arquitetônico e cultural, imbuído tanto da cultura colonial quanto da indígena. Na verdade, a cidade é o lar de uma grande comunidade maia, que representa 75% da população, em comparação com 40% a nível nacional.

À noite, o centro da Xela é animado e você pode desfrutar de uma grande variedade de restaurantes, bares e concertos.

9. Monterrico

Monterrico está localizado na costa do Pacífico, ao sul da Guatemala. Esteja preparado para o calor e a humidade! A vida nesta pequena aldeia piscatória é vivida ao ritmo imposto pelo clima tropical: ameno e pacífico.

O ambiente aqui é bastante diferente do que em qualquer outra parte do país. As casas são de colmo, as árvores são pesadas ainda mais com frutas, o ar é mais apimentado, o verde parece mais verde e as ondas do mar caem selvagemmente em longas praias cinzentas.

Em Monterrico, você pode passear ou tomar um coquetel em uma cabana de palha de madeira na praia. A reserva natural do Havaí está próxima: um grande mangue repleto de vida. Você pode explorá-lo antes do nascer do sol, a bordo de uma canoa escavada, e observar as numerosas aves que lá vivem. Uma experiência inesquecível!

10. Livingston

Livingston é um destino um pouco fora do comum para se fazer durante a sua estadia na Guatemala. Você só poderá chegar a esta pequena aldeia isolada na costa caribenha de barco. Ao visitar Livingston, você conhecerá os Garifunas, um povo afro-caribenho nascido da mestiçagem de indígenas e escravos negros fugitivos.

A cultura aqui é radicalmente diferente do resto do país. Vais achar difícil de acreditar, mas ainda estás na Guatemala! Desfrute da doce atmosfera de Livingston, embalada por reggae e cumbia, e delicie-se no paraíso da Playa Blanca. E não deixe de provar a cozinha dos Garifunas, que com certeza vai dar água na boca!

Áudio vídeo Os 10 lugares mais bonitos para visitar na Guatemala
Adicione um comentário do Os 10 lugares mais bonitos para visitar na Guatemala
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.