Visite o Parque Nacional Tayrona na Colômbia: ingressos, tarifas, horários

Quem sou
Carlos Laforet Coll
@carloslaforetcoll

Sumário
  • História do Parque Nacional de Tayrona
  • O que ver e fazer no Parque Nacional de Tayrona?
  • - As praias ao leste do parque
  • - Praias acessíveis por barco
  • - As ruínas de Pueblito
  • - Mergulho Autônomo
  • Como chegar ao Parque Natural Nacional de Tayrona?
  • - De autocarro
  • - De táxi
  • - Por barco
  • Horário e Tarifas do Parque Nacional de Tayrona
  • - CALENDÁRIO
  • - TAXAS
  • BOM SABER

Considerado um dos mais belos parques nacionais da Colômbia, visitar o Parque Nacional Tayrona é uma parte imperdível de uma viagem à costa caribenha do país!

A natureza selvagem tropical intocada da Colômbia. Veja como resumir este lugar especial localizado na costa do Caribe da Colômbia. A apenas quarenta minutos de carro de Santa Marta, o Parque Nacional Tayrona o leva a descobrir suas praias sensacionais, onde a exuberante selva abraça os longos bancos de areia. Além da exuberante flora que o torna tão bonito, o Parque Nacional Tayrona também abriga mais de oito quilômetros quadrados de reserva marinha.


Embora nem todos os 120 km do parque sejam acessíveis, os passeios à beira-mar e as várias caminhadas possíveis através deste tesouro natural prometem-lhe um cartão postal de lembrança!

Leia também :
Viagem exuberante ao Parque Los Nevados, na Colômbia
Visite a Cidade Perdida Tayrona na Colômbia : ingressos, preços, horários

História do Parque Nacional de Tayrona

O nome do parque vem do povo de Tairona. São uma comunidade aborígene que viveu na parte caribenha do país centenas de anos antes da chegada dos primeiros colonos espanhóis. Martirizado pelos colonos espanhóis - para não falar do genocídio - uma fração desse povo sobreviveu se mudando para as alturas da Serra Nevada de Santa Marta, evitando a escravidão e preservando sua cultura.


Descendentes diretos do povo Tairona, os Kogis, Aruacos, Wiwa e Kuarkuamos agora perpetuam toda uma cultura e continuam a escrever a história de uma comunidade por direito próprio. Hoje, os Kogis são os únicos indígenas que vivem no Parque Nacional Tayrona e concentram seus pés no chão ao redor da aldeia - e ruínas históricas - de Pueblito, um dos últimos vestígios remanescentes da cultura Tairona. Não muito longe do parque estão também as ruínas da Cidade Perdida ou Cuidad Perdida acessíveis através de uma caminhada de cinco dias pela selva: uma excursão que promete mergulhar no coração da civilização Tairona.

A cultura do povo Tairona ainda está presente, e os seus descendentes consideram a nossa civilização e modo de vida como uma ameaça à natureza que eles veneram. Para preservar a natureza, e sobretudo para lhe dar tempo de se regenerar, os Kogi obtiveram assim o direito de fechar o parque aos visitantes durante um mês por ano.

Então você terá entendido, visitar o Parque Nacional Tayrona não se trata apenas de descobrir uma natureza preservada. Tal visita representa também uma viagem nas pegadas de uma civilização que agora desapareceu, em suma, uma experiência imersiva inesquecível!

O que ver e fazer no Parque Nacional de Tayrona?

Praias ao leste do parque

A principal atividade do parque é visitar suas praias de areia fina, direto de um cartão postal. A selva, atirando-se directamente para o mar, torna-a uma atracção inegável deste lugar. Para aceder a ele, é possível entrar no parque por estrada, através da entrada principal localizada em El Zaino. Deste acesso, a primeira praia que vai encontrar é Canaveral: ideal para descansar, as suas perigosas correntes vão no entanto privá-lo de um banho refrescante.


Uma caminhada de 40 minutos por caminhos de madeira o levará até a praia de Arrecifes. Aqui mesmo em Arrecifes. Os sinais avisarão que mais de duzentos turistas já se afogaram nestes lugares. Aconselhamos, portanto, a continuar o seu caminho para a praia de La Aranilla, onde finalmente poderá nadar. A praia de La Piscina fica a cerca de 20 minutos. É perfeito para snorkelling! Com as suas águas claras e profundas, está cheia de impressionante fauna subaquática!

A última e principal praia fica a cerca de 20 minutos a pé. A praia do Cabo de San Juan de Guia é o emblema do Parque Tayrona. Com suas palmeiras e paisagens de sonho, é a atração número um do parque.

Praias acessíveis por barco

De Taganga você pode chegar à Playa Cristal e à Bahia Concha. Este último também é acessível por mototáxi, mas muitas vezes está superlotado. Por outro lado, o Playa Crital é extremamente isolado e você pode ir fazer snorkeling. Como bónus adicional, para além do rico fundo marinho, terá ao fundo uma vista dos picos nevados da Serra Nevada.

As ruínas de Pueblito

Uma caminhada de quatro horas a partir da orla marítima do Cabo de San Juan de Guia lhe dará acesso ao sítio arqueológico de Pueblito. Isto são os restos de um povoado de Tairona e lá você encontrará as famosas construções em terraços. Esta não é a Cidade Perdida, mas este lugar é um ponto de interesse. Andar pela selva para chegar lá acrescenta um lado mágico ao lugar.


Mergulho Autônomo

Como terá compreendido, para além dos seus cento e vinte quilómetros de costa, o parque dispõe ainda de oito quilómetros quadrados de reserva marinha. É possível visitá-los! Para o fazer, terá de ir a um dos muitos centros de mergulho do Taganga. Se você não tem os diplomas necessários, não entre em pânico! As tarifas PADI estão entre as mais baratas do mundo. Talvez a oportunidade certa para começar a mergulhar?

Como chegar ao Parque Natural Nacional de Tayrona?

Há várias opções para visitar o Parque Nacional Tayrona: ônibus, táxi ou barco.

De autocarro

Desde Santa Marta, os mini-autocarros saem a cada hora ou meia em alta temporada da praça do mercado (Carrera 11, Calle 11). Estes vão deixá-lo na entrada de El Zaino, a 35 quilómetros de distância. Este é o principal acesso ao parque. Conte cerca de 8000 COP (2,20 euros) para a viagem.

De táxi

De táxi, custará cerca de 65.000 COP do seu hotel em Santa Marta para chegar a El Zaino. Mas terá de negociar com o seu motorista (o seu pessoal do hotel deve ser capaz de o ajudar). Para chegar à Bahia Concha, localizada perto de Taganga, contar 15000 COP/pessoa.

Por barco

Os barcos correm entre Taganga e a praia do Cabo de San Juan. A viagem dura cerca de uma hora e sai às 10:00 da manhã para uma viagem de regresso por volta das 16:00. A viagem custa cerca de 90.000 COP.

Para a Bahia Concha, conte cerca de 20 minutos por um preço de 50.000 COP.

Finalmente, para chegar à Playa Cristal, deixe 70000 COP/pessoa durante cerca de 40 minutos de viagem.

Horário e Tarifas do Parque Nacional de Tayrona

CALENDÁRIO

O Parque Nacional de Tayorona está aberto todos os dias das 8h às 17h.

Você pode visitar o Parque Nacional Tayrona em um dia, mas aconselhamos que você passe pelo menos dois dias no parque. É possível reservar alojamento nas diferentes praias (vá a este comparador de hotéis para encontrar as ofertas de alojamento mais baratas). Se você não tiver uma tenda e comida, conte em média 50 euros/pessoa por duas noites.

TAXAS

  • Entrada para o parque: 54500 COP
  • Praia da Bahia Concha: 6000 COP

Nota: Por favor, note que você só pagará a taxa de entrada uma vez, não importa quantos dias você escolher ficar. Se você optar por fazer apenas a praia da Bahia Concha, você não pagará a taxa de entrada.

Agora você sabe tudo sobre o destino mais popular na costa do Caribe da Colômbia. Desejamos-lhe uma excelente estadia para visitar o Parque Nacional Tayrona!

Áudio vídeo Visite o Parque Nacional Tayrona na Colômbia: ingressos, tarifas, horários
Adicione um comentário do Visite o Parque Nacional Tayrona na Colômbia: ingressos, tarifas, horários
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.